Buscar
  • maricaespn

GRACIE HUMAITÁ DE CASA NOVA EM MARICÁ

O CT de treinamento da Gracie Humaitá de Maricá mudou de endereço para atende com mais qualidade seus alunos e novos amantes da arte suave.



A equipe do Faixa Preta Daniel Machado mudou de endereço para atender seus alunos e novos atletas com mais qualidade e maiores possibilidades para todos.

Com turmas todas as segundas, quartas e sextas nas seguintes categorias:


Adulto às 7:30h (manhã).

Kids até 10 anos às 18h

Teen até 16 anos às 19h

Adulto às 20h


O endereço é facil de estacionar e de achar:

Avenida Roberto Silveira, 2159

Flamengo - Maricá/RJ - CEP 24903-810

Na academia Simbolus.



UMA BREVE HISTÓRIA DO JIU-JITSU GRACIE NO BRASIL.

O Jiu-Jitsu originou-se há mais de 2.500 anos na Índia, através dos monges budistas que em suas viagens sempre eram saqueados, e para evitar isto eles inventaram uma forma de se defender, dai nasceu o Jiu-Jitsu, um tipo de luta que ao pé da letra significa arte suave e tem três princípios básicos: a técnica, a alavanca e a base.

Essas técnicas saíram da Índia, passaram pela China antes de chegar ao Japão, cerca de 400 anos atrás, onde encontrou as condições ideais para evoluir além de iniciar o uso do Kimono.

Somente no Século XX o Jiu-Jitsu Japonês chegou ao Brasil, mais especificamente em Belém do Pará.

O primeiro contato da família Gracie com o Jiu-Jitsu Japonês foi em 1920, através de Mitsuyo Maeda, também conhecido como Conde Koma, que era considerado um dos melhores lutadores de Jiu-Jitsu do Japão.

Nessa época, Conde Koma veio para o Brasil, como parte de uma grande colônia de imigração japonesa, e em Belém do Pará, tornou-se amigo Gastão Gracie, um diplomata de descendência escocesa, muito influente na região, que ajudou Maeda a estabelecer-se no Brasil.

Para demonstrar sua gratidão, Maeda prontificou-se a ensinar o Jiu-Jitsu japonês tradicional a Carlos Gracie, filho mais velho de Gastão. Carlos aprendeu por alguns anos, e depois, passou seu conhecimento para os irmãos.

Nascido em 1 de Outubro de 1913, Hélio Gracie foi o maior responsável pelo refinamento técnico da arte japonesa, e pela difusão do Jiu-Jitsu no Brasil e no mundo.

Devido à sua frágil saúde, Hélio Gracie, o mais franzino dos Gracie, não podia treinar o Jiu-Jitsu ensinado pelos seus irmãos, especialmente Carlos Gracie.

Observador, passou a acompanhar dos seus treze aos dezesseis anos, as aulas ministradas por Carlos, aprendeu todas as técnicas e ensinamentos de seu irmão, mas, para compensar seu biotipo, Hélio aprimorou a parte de solo tradicional, através do uso de alavanca, dando-lhe a força extra que não possuía.

Em 1961 Helio Gracie criou o primeiro programa de vale tudo no mundo, chamado “Heróis do Ringue”, e em 1967 foi o responsável pela criação da primeira Federação de Jiu-Jitsu do mundo, chamada Federação de Jiu-Jitsu do Estado da Guanabara, e foi seu presidente por muitos anos.

No dia 29 de Janeiro de 2009, aos 95 anos, Hélio Gracie faleceu e deixou como legado as raízes do esporte que ensinou e difundiu por todo o planeta.

Para provar a eficácia de seu novo sistema, Hélio Gracie desafiou publicamente todos os praticantes de artes marciais mais respeitados do Brasil e do mundo. Participou de várias lutas, e após subir no ringue com o campeão mundial Masahiko Kimura, foi convidado por ele, para que fosse ensinar no Japão, admitindo que aquelas técnicas que Hélio apresentara durante a disputa não existiam no Japão. Era o reconhecimento do melhor do mundo à dedicação de Hélio ao refinamento da arte.

Aos 43 anos, Hélio Gracie e seu adversário Waldemar Santana, um ex-aluno, bateram o recorde mundial do mais longo combate de vale-tudo da história, quando lutaram, incrivelmente durante 3 horas e 40 minutos, sem intervalos! Hélio Gracie amplamente considerado o primeiro herói do esporte na história brasileira, também desafiou alguns ícones do boxe, como Primo Camera, Joe Louis e Ezzard Charles, todos recusaram.

Uma lenda contemporânea, Hélio Gracie conquistou aclamação internacional por sua dedicação à divulgação da arte e da filosofia do Gracie Jiu-Jitsu.

Devotado à família, um exemplo de vida saudável, Hélio foi um símbolo de coragem, disciplina, determinação, e uma inspiração para todos os que o conheceram.

Após uma vida inteira de dedicação para provar a eficiência de sua arte e sua filosofia de vida, o Grande Mestre Hélio Gracie direcionou suas forças para que sua família aprendesse e difundisse o Gracie Jiu-Jitsu.

Pai de 9 filhos: Rorion, Relson, Rickson, Rolker, Royler, Royce, Rhérika, Robin e Ricci, dedicou sua vida a treinar todos os homens de sua família para levar a bandeira Gracie ao mundo como forma de difundir sua filosofia de vida. E foi exatamente das mãos de Rolker Gracie que Daniel Machado recebeu sua Faixa Preta.



185 visualizações

Maricá esporte news

Siga nossas redes e fique por dentro de todas as novidades !

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

(21) 99840-5510

maricaespn@gmail.com

© Site criado por RaO Produções